Gerenciar conflitos entre pessoas de um time (e até entre times de setores diferentes) é uma tarefa que todo gestor terá que exercer em algum momento de sua liderança.

 

E no time de vendas, situações conflituosas podem acontecer com uma frequência ainda maior. Isso porque, em algumas empresas, são criados ambientes muito competitivos — em que os consultores trabalham sob pressão para alcançar metas — aumentando as chances de discordâncias entre as pessoas, e abrindo espaço para discussões e disputas nada saudáveis.

Competitividade é bom, pode ser fator de motivação, mas em excesso ela pode prejudicar a produtividade de todo o time, e até mesmo a relação com os seus clientes.

Percebeu que esta é a realidade do seu negócio? Imparcialidade é o caminho.

Ao gerenciar conflitos internos, evite demonstrar apoio a este ou àquele colaborador. O líder que conduz desta maneira passa a impressão de que nutre preferência por um colaborador em detrimento do outro, e isso apenas enfraquece a credibilidade do gestor e o senso de colaboração de toda a equipe.

É muito importante buscar um tratamento igualitário para todos, de forma que se sintam beneficiados (ou mesmo questionados) sem exceções.  Já que, para o bem do agro, é preciso reduzir as competições desnecessárias, e promover um espaço de trabalho em equipe, que gere bons frutos para o time inteiro.

Valorize a flexibilidade nos seus times

Essencial  para criar e manter relações interpessoais saudáveis, essa soft skill não se limita a sempre abrir mão de sua forma de pensar, ou a estar sempre disponível para o outro, concordando, mas diz respeito a estar com a mente aberta a troca de experiências e pensamentos, às vezes rompendo padrões arcaicos e dando espaço a novas formas de pensar e executar as tarefas do dia a dia na empresa, ou até mesmo no campo.

Estimule a boa comunicação interpessoal

Ela é fundamental para diminuir as chances de conflitos e gerenciá-los da forma menos danosa possível, quando eles acontecem. Por isso, sempre seja claro na sua comunicação de metas, funções e outros aspectos importantes do trabalho, que podem gerar discussões posteriores. Assim como todas as demais habilidades comportamentais, a comunicação eficaz pode e deve ser estudada e treinada - principalmente entre a alta gerência

Tenha e incentive empatia

Esta é uma competência muito explorada nos treinamentos de vendas do Agro, onde se espera que o representante de vendas saiba se relacionar com as experiências emocionais do seu cliente, aumentando sua compreensão do outro e facilitando a construção de relacionamentos e de negócios lucrativos.  

 

Mas a empatia é uma soft skill que deve ser estendida para todos os outros setores, porque contribui para o entendimento da outra pessoa, desde as percepções sobre o seu colega de equipe ou sobre qual é o  foco dos gestores, podendo guiar as ações de um colaborador em relação aos demais. Isso evita que surjam desentendimentos desnecessários.

Importante: Não se esqueça de manter sempre a neutralidade. A empatia deve ser com todos, e não apenas com um ou outro funcionário, principalmente os que estão mais acima na hierarquia.

Não é sobre o que aconteceu, e sim sobre como eu reajo ao que aconteceu.

É fundamental, na resolução de um conflito, se ater aos fatos e ter inteligência emocional para lidar com eles. 

Ou seja: mantenha o foco no que aconteceu, sem se deixar levar emocionalmente pelo "calor do momento", ou julgar pessoas e suas personalidades. A função de um gestor do agro não é apontar culpados, ou reagir com rispidez mediante às partes conflituosas, mas sim encontrar soluções com tranquilidade e que tenham base na realidade.

Gostou das nossas dicas? A StepU está preparada para ajudar você e o seu time a desenvolver cada uma dessas habilidades comportamentais. Fale com a gente!


Imprimir