Contratar os melhores profissionais, bem capacitados e alinhados aos objetivos da sua empresa já não é tarefa fácil, apesar de muito necessária.

 

Reter os talentos que você treinou (investindo tempo e dinheiro), então, é ainda mais crucial para construir um agronegócio cada vez mais produtivo e competitivo no mercado.

Vale sempre lembrar que por mais que as commodities sejam extremamente valiosas, os maiores ativos da sua empresa são as pessoas que trabalham nela.

Se você já tem essa consciência e está pesquisando estratégias eficazes para motivar, valorizar e atrair talentos, este texto vai te ajudar, oferecendo dicas úteis para a criação de um programa de retenção dos melhores profissionais para a sua empresa.

Mas por que isso é tão importante agora?

Um dos principais motivos é evitar um dos indicadores que custa mais caro ao seu financeiro: a alta taxa de turnover (ou movimento de saída de colaboradores).

De acordo com um estudo da Society for Human Resource Management, o empregador precisa gastar entre seis a nove meses do salário de um funcionário para encontrar e treinar seu substituto. 

Não está convencido ainda? Então aí vai outro dado: perder um colaborador treinado pode custar à sua empresa até 213% do valor de seu salário, segundo dados de um estudo publicado pelo Center for America Progress.

Isso sem falar da forte correlação entre a rotatividade de profissionais do time e a rotatividade de clientes. É comum que colaboradores satisfeitos, e de longo prazo, cultivem clientes satisfeitos e a longo prazo.

E o inverso também é verdadeiro: um profissional insatisfeito trabalha pior, atende pior, vende menos e, consequentemente, leva embora parte dos seus lucros, além do bom nome e da imagem positiva da sua marca.

Isso porque em alguns casos, os clientes podem lamentar o desligamento do profissional com o qual eles estavam habituados a se relacionar no campo, e desconfiar que algum incidente interno na sua empresa tenha causado essa situação.

Dependendo da situação, alguns consumidores talvez deixem de adquirir produtos ou contratar serviços da sua companhia, causando um grande prejuízo.

Mas essa são apenas duas das principais razões para você investir em reter talentos no Agronegócio.

Segundo o Guia do SEBRAE,  perder um talento causa impactos ainda mais negativos.

Ao deixar a sua empresa, o profissional não leva só seus pertences, mas também todo o conhecimento adquirido no tempo em que permaneceu trabalhando com você.

Agora imagine o prejuízo caso este colaborador talentoso seja contratado por um concorrente seu ou decida abrir sua própria empresa, no mesmo segmento de mercado, a tendência é que seja bem-sucedido e conquiste boa parte do seu público-alvo, inclusive antigos clientes seus.

Já deu para entender que retenção de talentos é um investimento importantíssimo, certo?

E como fazer isso, na prática?

Antes de mais nada, é preciso deixar bem explícito que, ao contrário do que se imagina, um talento não nasce pronto, nem se mantém, necessariamente, nesse status durante toda a carreira.

Profissionais leais aos valores do seu agronegócio são como diamantes brutos: podem ser lapidados, aprender novas habilidades e técnicas, de forma que você consiga extrair seu máximo potencial no futuro.

O inverso também pode acontecer, ou seja, um colaborador pode deixar de ser um talento se não encontrar incentivos, motivação e espaço para crescer no seu negócio.

A solução, então, é plantar um ambiente flexível, que aposta em pessoas que têm mentalidade de crescimento e desejam verdadeiramente o aprendizado contínuo, para colher os frutos lá na frente.

Gestores visionários apostam em contratar, treinar e reter pessoas que tenham valores e objetivos em comum com a empresa.Antes de mais nada, é preciso deixar bem explícito que, ao contrário do que se imagina, um talento não nasce pronto, nem se mantém, necessariamente, nesse status durante toda a carreira.

Profissionais leais aos valores do seu agronegócio são como diamantes brutos: podem ser lapidados, aprender novas habilidades e técnicas, de forma que você consiga extrair seu máximo potencial no futuro.

O inverso também pode acontecer, ou seja, um colaborador pode deixar de ser um talento se não encontrar incentivos, motivação e espaço para crescer no seu negócio.

A solução, então, é plantar um ambiente flexível, que aposta em pessoas que têm mentalidade de crescimento e desejam verdadeiramente o aprendizado contínuo, para colher os frutos lá na frente.

Gestores visionários apostam em contratar, treinar e reter pessoas que tenham valores e objetivos em comum com a empresa.

Ações isoladas não bastam! É preciso um programa de retenção bem planejado para engajar os melhores.

Para construir essa estrutura, é importante começar por duas ações:

  1. Realizar o  mapeamento das pessoas que fazem parte do seu negócio, designando quais delas estão alinhadas com os objetivos da companhia em curto, médio e longo prazo;
  2. Em seguida, fazer pesquisas dentro da empresa para descobrir quais fatores são mais valorizados pelos seus colaboradores, e avaliar as possibilidades de oferecê-los conforme as possibilidades do seu negócio.

E o processo vai além. Para que o seu programa de retenção de talentos tenha sucesso a longo prazo (e gere muitos frutos) é preciso: 

  • Realizar um bom planejamento;
  • Ter constância na aplicação de boas práticas;
  • E, finalmente, analisar os resultados de cada etapa.

Por isso, é importante definir métricas de avaliação para cada fase do seu programa.

Dessa forma, as medidas serão constantemente repensadas, corrigidas e melhoradas.

Resumindo…

7 dicas extras para retenção de talentos no Agro

1

Crie o seu programa de ações para reter talentos

É fundamental que ele tenha iniciativas estruturadas, voltadas para a retenção de talentos. Sem planejamento, organização e análise de resultados, todas as ações acabam perdendo a eficácia.
2

Lidere pelo exemplo

E gestores de sucesso entendem que toda mudança deve começar de cima. É necessário mostrar que respeito, ética e valorização das pessoas são valores inegociáveis entre a alta gerência. Isso vai inspirar seus liderados a fazer o mesmo.
3

Invista em um bom clima organizacional

Um dos principais fatores "desmotivacionais" são ambientes desconfortáveis, tóxicos ou muito competitivos. Por isso é interessante promover a integração e a boa convivência entre os seus colaboradores.
4

Reconheça os bons resultados e comportamentos

Sempre que uma pessoa se sair bem, dê um feedback positivo. Se possível, recompense aqueles colaboradores que se esforçam constantemente pela organização. Assim, você mostra que valoriza o empenho e dedicação, incentivando o desenvolvimento contínuo.
5

Tenha um plano de carreira estruturado

Dificilmente um profissional talentoso vai desejar permanecer no seu agronegócio se não houver oportunidades de crescimento claras (e isso vai além do fator financeiro). Por isso, a orientação aqui é que você formule planos sólidos de carreira para expressar que quando a empresa cresce, todos crescem com ela.
6

Incentive o Lifelong learning

Talentos valorizam a aquisição de conhecimento. Por isso, faz sentido investir em programas e treinamentos que proporcionem aprendizado contínuo.
7

Conheça a fundo os anseios da sua equipe

É importante manter uma cultura de diálogo constante, acompanhando de perto os sonhos e metas pessoais de cada colaborador. Pode parecer utópico, mas é desse modo que você saberá como motivá-los verdadeiramente, e alinhá-los ao programa de retenção de talentos.

Você deve ter percebido que a maior parte dessas ações não exige grandes investimentos financeiros, mas sim uma estratégia integrada ao dia a dia e aos valores que importam para o seu agronegócio.

Vamos começar a implantá-la? A StepU tem programas exclusivos e expertise para ajudar você nesta empreitada!


Imprimir